Alunos da FourC conquistam pódio duplo na competição internacional “F1 in Schools”

 Olhos atentos e apreensivos para o clique de um botão que irá liberar um carrinho de Fórmula 1 feito de madeira através de uma pequena combustão com um cilindro de gás carbônico comprimido, levando uma escuderia inteira a percorrer com os olhos uma pista de 25 metros de comprimento em aproximadamente dois segundos. Nas escuderias, em vez de engenheiros encapuzados, temos estudantes do Fundamental II e 1ª série do Ensino Médio que acompanham e verificam os resultados da arrancada, obtidos a partir do protótipo que eles mesmos desenvolveram.

A competição é internacional e chama-se “F1 in Schools” . Este ano, 8 equipes concorreram para participar da grande final mundial na Malásia. A FourC Bilingual Academy levou três equipes: Pegasus, formada pelos alunos: Joao Rafael Aiello, Rodrigo Venegas, Caio Augusto Silva, Renato Kuhn e Pedro Martha Abramides Gonçalves Silva; a equipe Tigers, dos alunos: João Victor Aragão, Roberto Ferraz, José Antônio Iacobucci, Isadora Caetano e Anita Castro; e a equipe Velocidade, formada por: Antônio Pedro Lombardi, Henrique Simão, Felipe Zillo, Guilheme Tobias e Ray Forbes.

Pódio duplo FourC

Esta é a segunda vez que a FourC participa da competição no Brasil. E, este ano, ganhou pódio duplo. A equipe Pegasus conquistou o troféu de melhor Identidade Visual do Campeonato e também o 2º lugar na classificação geral. Já a equipe Tigers levou o 3º lugar na classificação geral. “O brilho nos olhos deles, o esforço de quem correu atrás e deu conta de participar, a concentração necessária mostram que o aprendizado que cada equipe teve foi indescritível. Parabéns a todos! Parabéns as equipes Pegasus, Tigers e Velocidade!”, ressaltou a diretora da Escola, Juliana Storniolo.

Durante o trabalho de montagem do carrinho e planejamento da escuderia os alunos contaram com o apoio dos professores Francisco Ferreira e Daniele Pelegrin.

A competição

Para o Desafio da “Fórmula 1 nas Escolas”, foram utilizados conhecimentos sobre engenharia, aerodinâmica, gestão de projetos, fabricação digital, branding, liderança, trabalho em equipe, uso de mídias sociais, captação de patrocínios, planejamento de marketing e estratégia financeira. Todo o trabalho foi desenvolvido pelos alunos ao longo de seis meses que compreenderam a etapa de preparação para o campeonato.

A competição, criada no Reino Unido e presente em 40 países, tem como objetivo aproximar os alunos de forma interativa, prática e divertida de temas como engenharia, aerodinâmica, desenvolvimento de protótipos, e criação e organização de orçamentos.

“O foco é colocar os alunos em situações reais de planejamento e execução, aproximando-os da realidade do mercado. Acreditamos na formação completa do aluno, e nada como a imersão na situação, com prazos, cobranças, desafios e pessoas de fora avaliando”, disse um dos professores que apoiou as equipes, Francisco Ferreira. “Eles desenvolvem persistência, trabalho em equipe, planejamento além de exigir muita pesquisa e desenvolvimento. Esse aprendizado não tem preço. São experiências que eles levarão para a vida toda”.